MORANDO NO MEDITERRÂNEO | Living Design
595
post-template-default,single,single-post,postid-595,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-17.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,qode_header_in_grid,wpb-js-composer js-comp-ver-5.6,vc_responsive

MORANDO NO MEDITERRÂNEO

Um projeto residencial visionário promete mudar a cara de Limassol, a segunda maior cidade do Chipre. Trata-se de uma criação do escritório francês de arquitetura Hamonic + Masson & Associés feita para a competição “The Concept & Design Development of Limassol Tower, Limassol-Cyprus”, que, aliás, faturou a segunda colocação no concurso.

Embora o projeto seja conceitual, eles me contaram que pretendem tirá-lo do papel assim que exista uma oportunidade. E duvido que faltem interessados. Planejada com vista para o horizonte mediterrâneo da cidade praiana de Limassol, a torre apresenta uma proposta arquitetônica com forte influência nas geometrias da natureza.

A estrutura e a transparência da fachada do prédio foi desenhada de modo a oferecer vistas maximizadas e desobstruídas do mar. E quanto maior a altura, melhor a perspectiva, é claro. Cada unidade é um verdadeiro oásis, com piscinas individuais e áreas verdes. Apenas uma porta de vidro a separar o aconchego do lar da imensidão do oceano.

Com o foco no bem-estar dos futuros residentes e no máximo aproveitamento do local, a estratégia de design deles foi apostar na concepção de ilhas independentes, onde a varanda aparece integrada com a estrutura externa do edifício e da vegetação local.

Produzindo, assim, uma experiência em que o morador encontra-se em meio à natureza, mas com todo o conforto e tecnologia que só uma construção de luxo oferece. No piso térreo, um conjunto de plataformas e guarda-sóis ecoam as geometrias das varandas, servindo como uma continuação do conceito escultural do edifício.

No Comments

Post A Comment